Ao som do próprio som...

Ao som do próprio som...

beat box, baixo e violão...
ao som do próprio som
começo a pensar na rima
ao som do próprio som
e o que ele afirma
ao som do próprio som
faço a tradução e a locução
ao som do próprio som
faço acontecer os sonhos
ao som do próprio som
construo o meu novo mundo
ao som do próprio som
destruo meu raciocínio
ao som do próprio som
brinco de falar de amor
ao som do próprio som
também engano pra falar o certo
ao som do próprio som
abro a mente
ao som do próprio som
tudo fica subsequente
ao som do próprio som
termino aqui minhas palavras
ao som do próprio som

Fernando Cabral

5 comentários:

Camila disse...

Você faz seu próprio som e eu me calo diante da beleza do texto.

Parabéns!

=]

Cabraforte disse...

Obrigado!

Will disse...

Quais são os acordes?

É o que falta...huahuahuhuaahu

SAMANTHA ABREU disse...

que delícia de ler!
parece brincadeira de palavras!
:D


ps: obrigada pela visita!
Um beijOOO!

Gabriele Fidalgo disse...

Olá!

Gostei bastante da maneira como conseguiu fazer com que ouvíssemos daqui o teu próprio som.
E aliás, na minha opinião o contra baixo ajudou a deixar as palavras mais bonitas!

beijos