há tempos......

Há tempos...............
...e há tempo que o encanto esta ausente há ferrugem no sorriso...........
lembrei hoje do Legião Urbana - Há tempos, Quanto tempo você tem?
O que é o tempo pra você? Qual é o seu tempo? O que o tempo tem?
Quem determina o seu tempo? Seu tempo já passou? O que você faz no seu tempo?
O que você não faz? Faz tempo? Tempo de quê?
Pense no tempo em que você perdeu ate agora pensando?Valeu o tempo?
Até um próximo tempo!


Fernando Cabral
Já faz um tempo!

Inaugurando*Frases de Parachoque de caminhão!

1: É facil falar de mim, quero ver é ser eu!
2: Em terra de cego, quem tem um olho é Rei!
3: Se ferradura desse sorte, burro não puxava carroça!
4: Pra dirigir caminhão e usar sutiã é preciso Ter Peito!
5: Nunca dormi no volante, mas ja acordei dirigindo!

Postarei 5 de cada vez!

Logo mais, Mais!

Fernando Cabral

"Conversa de Botas Batidas"- Plagiando

Sobre as batidas das botas, vejo um olhar, diferente do meu, que direciona um lugar, um sentindo, um estado, sem ter medo do se aprofundar neste mar, e amar, e o amor, a paixão, a razão, o tesão.

"Veja você onde o barco foi desaguar"
(no seu olhar, no nosso olhar, nosso lugar, no nosso bem)
...
"esse é só o começo, do fim da nossa vida"
(do no nosso olhar, que tudo foi o fim e o começo da nossa história.)
...
"agente corre pra se esconder pra se amar"
e esse é só o começo da nossa história.
...
"abre a janela agora, e deixa que o sol te veja"
deixa eu te olhar e sentir o calor desse amor
...
" cansei da nossa fuga e não vejo motivos, pro amor de tantas rugas, não ter o seu lugar"
para e olhe tudo o que temos e o mais importante, o Amor!
...
"abre a janela agora, e deixa que o sol te veja"
(quero ver seus olhos brilharem ao cruzar com os meus e ver o desejo meu, refletir nos seu.)


Pra entender ouça a musica!

Ps.: Conversa de Botas batidas - Los Hermanos

Pra que falar se posso...

A vezes me pergunto se realmente sei o que é o amor, se quando digo que amo é verdade ou é só para me proteger e fingir assumir algum sentimento. Sincero sei que sou, mas honesto comigo mesmo eu não tenho certeza, clareza do sou também não, nossa quantos não, onde será que isso ira parar? Falo dos meus sentimentos que não tenho certeza se são meus, se não os fingo ter pra ser aceito pela maioria, se acredito mesmo nestes valores.
falo do amor como se ele fosse meu melhor amigo, sinto tantas coisas juntas e que em algum momento não tenho a plena certeza dele, sei que ele pode estar aqui escondido e em algum instante pode se manifestar, realidade nua e crua, carne e osso, olhos e alma, boca e fala,mãos e o toque. Din-don, toca a campainha e realmente não sei quem é! Ela se foi e deixou um bilhete.
Transpiro!
Respiro!Inspira!Expira!
Segue!
Seco!
Molhado!
Olho!
Alma!
Cor!
Vida!
Razão!
Paixão!
Tensão!
Pula!
Cai!
Anda!
Vai!
Ops!
Encontro!
Respira! Abri os olhos!
Transpira!
Reflexo!
Caiu!
Paro!





Tensão!
Intenso!
Intenso!
Intenso!
Intenso!
Intenso!
Intenso!
Intenso!
Reflexo!
Tesão!
Tensão!
Paixão!

e o fim pode ser o começo!?

Fernando Cabral

Ps.: Ouçam o som ambiente(percebam)

A luz e o relfexo...

Estranho senti em meu peito uma grande dor, um sentimento ruim, sexo não é mais como antes, acordo no meio da noite preocupado com o sol, será que ele vem?. Chego a pensar que minha relação com o meu meio ambiente, ela pode estar com os dias contados. Falta o cheiro doce das manhas, o azedo na língua da tarde e do salgado da noite, tantos sabores e nada que me prenda ao agora. Agora! Sou livre, sou cobra, sou rato, elefante ou ainda quem sabe um cachorro, gosto de dormir as manhas e as tardes, a noite gosto de sair pra vadiar e ver ate onde consigo ir e lembrar o caminho de volta, posso ser um gato que limpo com a língua e vou pelos telhados vigiando o luar. Talvez!

Seja um pouco de cada coisa, e cada coisa é um pouco do eu.

Saio e vou em busca de algo sem saber o que procuro realmente, mas sei que o agora vai estar lá.

Reflexos da luz que irradio nas outras pessoas todos os dias no meu meio ambiente vem do meu sol , mas não sinto a reciproca do mesmo, não vejo a luz dos outros, talvez eu esteja fechado ainda a luz deles, por ser egoísta e ver só a própria. Agora, no hoje quero acordar e ver se o sol saiu realmente e se ele estiver lá fora é a hora.

Estou lá fora vai ver.


Fernando Cabral

Ps.: Anabel Bian
Banda Na Gueta

A sombra e a ilusão

Hoje sexta feira treze dia de todos os dias, multiplicador de pesadelos e dos sustos, detentor da ilusão do mal e do inferior. Traz contigo todo o sentimento do medo e transforma tudo em uma grande ilusão. O Hoje será o ontem do amanhã e com certeza tudo mudará novamente com o passar das horas.As sombras são parte integrante do processo disso tudo, mas esquecem que só existe a sombra se existe a luz.
_Então senta e cala boca que eu paguei pra ver o filme e não você falando!


Fernando Cabral


Ps.: ainda na onda

O escuro e o Barulho.

Eu um ser tão pouco racional, quanto deveria ser
Percebo o que não teria que perceber
Sinto o barulho de ensurdecer
O escuro silêncio

Recomeço do seguinte ponto
O escuro da noite da o silêncio
A luz do dia gera o barulho
Dois mundo em um só planeta

Duas realidades em um só momento
Respire e inspire esse balançar do mundo
Gira mundo e traz mais uma vez a paz
Que a tanto tempo espero e acredito

Uso dela pra refletir
Não a luz, mas o meu pensamento

Algo incomum aconteceu
O meu hoje foi ontem.

Fernando Cabral

Ps.: Aqueous Transmission.................................

Uma profecia......

Nos braços do Diabo e aos olhos de Deus.

Esse era o meu pensamento antes do amanhecer daquela sexta escura e sombria. Tudo parecia diferente, o ar estava denso e uma névoa densa cobria as ruas em que eu caminhava, ao meu ponto de vista tudo se transformava a cada passo na direção em que me dirigia, meu MP3 ligado e eu com os fones no ouvido, ouvindo uma seleção com Slipknot, Incubus, Jorge ben, Led Zeppelin, Chico Buarque, The Beatles, Pearl Jam, Alice in chans e muitos outros que ainda não haviam se apresentado aos meus ouvidos neste dia.

Do fundo uma luz forte começo a furar a névoa e vir em minha direção, eu no meio da rua quase não enxergava nada a mais de um metro de mim. Eu ia de encontro a luz e ela em minha direção, fechei os olhos e pensei o que é isso?, o que mais poderia ser uma caminhão me atropelou, na hora nem senti muita dor entrei em coma em instantes, depois de três semanas acordei e não me lembrava de quase nada, apenas da musica que tocava ...deixo tudo assim/não me acanho em ver/vaidade em mim...(Los Hermanos - Velho e Moço), aos pouco me contaram que eu assim que estivesse bem poderia ir pra casa, mas ao mesmo tempo em que casa era aquela onde eu estava, entranho me sentia estranho com o meu corpo.

Mas isso vou deixar pra contar depois, numa próxima.

Ate mais.


Fernando Cabral


Ps.: Escutem fala que eu te escuto....

Um novo Amanhacer...

Deixando um pouco de lado a serie de conversas entre o eu e o mim pra falar um pouco do que!

Há alguns dias conheci um lado diferente do meu eu que não conhecia, descobri um jeito de me aproximar de mim e isso me mostrou um caminho diferente pra seguir. São momentos como esse em que consigo ter clareza porque tudo pra mim é tão confuso as vezes. Vejo que relaciono e somatizo tudo ao que sinto e o que percebo,junto ao meu desejo, minha busca e meu ego. Tenho certeza que tudo isso esta relacionado a muito do que vivi até aqui e que tive aprender.

Ainda estou a caminho de uma descoberta maior sobre o meu eu, mas sei que isso faz parte de mim e o que tenho que aprender agora é ser mais objetivo com meus trabalhos internos.

Fica aqui um pouco do começo e deixo a certeza que isso sou eu sendo mais do que nunca Eu verdadeiramente.

Fernando Cabral

Ps.: Cabelo curto pra mudar de vida.

O DIA DEPOIS DE AMANHÃ ( com plagio)

Sério!caso!

Talvez fosse melhor falar de coisas mais mundanas, pois afinal sou carne e osso e o que mais tenho que ser, energia?, de novo confusão ao que vim fazer aqui.

Atah.


O dia depois de amanhã, a alguns dias vim aqui contar uma coisa que estava rolando por aqui, ou melhor por todo lugar, no meu mundo, na minha casa. Descobri o que é ser descoberto, recebi o que se chama de agradecimento, e também fui além das minhas próprias expectativas enquanto ser pensante, andante, imaturo e relativamente racional.

Sei lá, de repente fui um pouco mais pra lá do que pra cá.

Mas o que realmente queria compartilhar e que senti algo diferente esses dias, talvez fosse mais fácil explicar pessoalmente, a real é que me descubro um pouco a cada dia, sei que sou capaz de cada coisa que achei fosse inútil a ponto de...,de nunca fazer nada, então fica pra próxima conversa que tivermos terminar esse assunto...uhm nãos esquece o que combinamos...





Fernando Cabral

Série: Conversa entre o Eu e o MIM!


Ps.: Incubus Ouçam faz bem.

Um minuto de silêncio...

Começo este post falando de mim e do meu eu.

Falando de MIM!
Seria ate estranho eu olhar pra mim e achar que estou bem, vejo que cada vez faço escolhas que e nelas existem os dois lados bem difusos e extremos, percebo que nasci em um mundo que maltrata quem tem uma visão difernete da maioria. Ainda Bem qeu o eu ainda resiste.

Falando do Eu:

Confusão a parte do mim, eu estou bem decidido quanto ao que quero pra eu. O meu eu e o meu ego querem mais do que a felicidade, o êxtase da vida, o que tenho no hoje o meu eu e o meu ego são egoistas o suficiente para não suporta-lo e me fazem pensar melhor sobre o amanhã.
O que será que nos espera no amanhã?
acompanhado desse quetão me vem a ideia de que talvez fosse melhor que o amanhã não esteja ligado no hoje ou melhor no ontem.

mas tudo isso é um coisa que só vou entender mais pra frente quem sabe amanhã e explicar então, só depois de amanhã....


Fernando Cabral

Ps.: Tanta coisa pra dizer e tão pouco sei como o fazer.

um novo momento.....

.....depois de quase 3 meses desaparecido, deste mundo chamado de espaço virtual, voltou do mundo real com grandes e marcantes historias, de minha propria vida, assim como de outras vidas que presenciei e que observei e analiso as com um olhar critico, nunca se esquecendo de que este olhar critico parte do meu ponto de vista totalmente parcial.

Logo contarei grandes sagas!Prometo!



Fernando Cabral

Ps.: Hj alguns anos mais velhos............................

Sinônimo

-Uma idéia-

Letras juntas são Palavra
Palavra diz alguma coisa
Palavra é um sinônimo
Sinônimo de qualquer coisa
Palavra é mais do que parece
palavra são junções
palavra não diz o que é
palavra não diz a que veio
palavra não é letra junta
palavra faz sentido a quem escuta
palavra diz o que quer dizer
palavra não é você
Palavra, palavra
palavra pode ser qualquer coisa
palavra, palavra
palavra pode ser o que quiser

Detalhes...(quê)

...Antes...
(antes de começar, acho importante lembra-los que detalhes vão além do que possa parecer, as vezes, coisas que dissemos ou fizemos ou nos falaram criam estórias que não existem e, é isso que venho dizer sobre qualquer coisa que deva ter parecido tudo até então.)

...era tudo nebuloso, incerto, inconstante, inerte, irrelevante e até mesmo superficial em momentos menos específicos. Era mesmo uma salada russa, tudo junto, misturado, não se sabia o que era o que, sem que o que fosse parte do outro que e que, por isso, que veio o tempo, um momento, um estágio, um instante em nossas vidas em que, o mais importante era ser o que quiséssemos ser, sem ao menos nos importar com o que viria depois. Talvez essa seja a coisa mais importante a dizer sobre qualquer assunto ou detalhe que possa ter acontecido fora desse instante que me mostra o agora. Detalhes são esses que ficaram para traz e não voltam para o presente e nem tem o que refletir no futuro.


Ps,: sem pretenção alguma de qualquer coisa!

Novo Título!

Uma vez me contaram que a flor de laranjeira tem perfume afrodisíaco


e que quando você se apaixona esse perfume fica mais evidente.


Resolvi procurar e sentir, como é esse tal perfume.

foto Murilo Valente

Queria sentir o cheiro, o perfume, a paixão
pegar em suas pétalas, tocar seu caule e suas folhas
Mostra-te o sol que te faz tão bem
regar-te todos os dias e sentir o seu perfume na Primavera

Durante as noites,
poderia banhar meu sono com seu perfume
e deixa-lo mais agradável,
assim torna-lo o melhor dos sonos ao seu lado

Com você tudo seria perfeito,
como deve ser
eu, você, o perfume e a nossa paixão
tudo como num roteiro de cinema

Tudo, e tudo mesmo estaria sempre bem
mas veio o outono e com ele seu perfume se foi
e deixou as lembranças das melhores noites
e dos melhores momentos que ficou apenas na memória.

Espero você na próxima Primavera
onde podemos voltar a ser a perfeição!



Ps.:Incubus.......Os 2s.........Black Sabbath........Led Zeppelin

Novidade amanhã 09 de maio

Pessoal amanhã dia 09 de maio, estará postada a nova versão de "Na sua Mão", interpretada por Roger Treze um amigo meu que emprestou sua voz pra compor esta música e que, é parte do repertório de Os 2s( eu e Bruno da Cunha), então não deixem de ouvir ficou diferente da versão Instrumental.


valeu.

Fernando Cabral

Chave de Fenda!

Há pouco queria ver seus olhos, sentir seu cheiro,
tocar sua pele, ver o desenho do seu corpo coberto pela roupa
e depois, só depois descobri-lo, abri-lo como se fosse um presente
queria ser o seu futuro, o seu afago, o seu abraço e ganhar seus beijos

há pouco, descubro o meu querer é tão distante da realidade que em nós é paralela,
que penso que havia pensado de maneira equivocada sobre este assunto,
(mas que frase mais tosca)
como sempre,
eu retorci tudo que não é real

a verdade é que o que eu queria agora não quero mais,
mas não porque você não quis, ou não fez nada pra que tudo isso fosse possível ,
na verdade sei que o tempo pra cada um é diferente, assim todos temos necessidades
diferentes ou não e por isso, não lhe culpo por não estar a vontade

foi divertido tudo até agora, mas agora chega!
Me passa a chave de fenda que eu tenho que apertar esse parafuso!


Ps.: Na sua Mão - Os 2s

Foi Assim que tudo aconteceu!!!!

Um Momento...
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
um pensamento...
...um dia, 24h, 1440 minutos de atenção...
,
,
,
,
,
,
,
,
, passou........................................................
...
,
,
,
,
,
,
,
,
uma vida, uma história, um sonho...
...passou.......................................................
,
,
,
,
,
,
,
,
,
,
, é?É assim que tudo pode acontecer...
.
.
.
...tchau...

História!

Esta se fazendo história, hoje é um dia memorável pra mim e pra meu grande Amigo Bruno da Cunha, pra muitos que aqui ou lá foram, viram e ouviram nosso som, valeu pela marca de 500 acessos e 580 plays em apenas 25 dias de sua criação e publicação, valeu a todos que realmente curtiram nosso som e aos críticos pela olhada de fora que as vezes nos falta pra nós como criadores, aos amigos que nos apoiaram e nos ajudaram a colocar em pratica tudo aquilo que hoje e exibido no Myspace(Os 2s). Obrigado e continuem indo e ouvindo logo mais tem novidades, é semana de feriado e aguardamos alguns convidados para possíveis gravações e novas produções com certeza estarão por lá até sexta.


Valeu

Fernando Cabral
Um d'Os 2s

Momento Cultura

ATENÇÃO:Foi comprovado em pesquisa científica que: se você beber mais de 1 litro de água por dia, durante 1 ano, ao final você terá ingerido mais de 1 quilograma de coliformes fecais que estão diluídos na água, ou seja, 1 QUILO DE Merda !! Já bebendo cerveja... você não corre esse risco uma vez que esses coliformes não sobrevivem ao processo de produção da cerveja !!!

olha ai o link de onde estão todas as informações : Cerveja

...Intensidade...

Como descrever um fim de semana como esse?Trabalhar?Virada Cultural?Responsabilidades?

Tudo isso em 24h sem descanso para nada, dormir luxo dos bem providos, sono sonho de consumo, festa minha endorfina,adrenalina e um dose de loucura generalizada. Vou direto ao assunto e ao começo.


Começo por uma sexta-feria de Happy hour com alguns amigos desempregados assim como eu, é claro que tinha alguns empregados, mas o mais interessante é que eu ia trabalhar as 5 da manhã, encontrei meus amigos no boteco aqui perto de casa, onde nos reunimos pra jogar sinuca e tivemos lá partidas emocionantes cheias de rivalidade e cheias de amizade. Cheguei me casa por volta da 1 da madruga e fui comer e tomar um banho pra dormir mais relaxado, me lembro de ter olhado o relógio e ver marcar 1:23 pouco antes de deitar, assim começou meu sábado que só acabaria num domingo as 6:25 última hora marcada no meu celular pra eu acordar, isso mesmo, fiquei pouco mais do que 24h no ar, em atividade totalmente, muitas coisas engraçadas aconteceram durante todo esse tempo, mas o que vale mesmo ressaltar foi o Maravilhoso Show de Sá, Rodrix e Guarabira no Teatro Municipal de SP, algo que foi fora do normal pra mim, quando tocaram Zepelin cantei junto todos os acordes e acompanhei a letra do começo ao fim(Hoje abri um livro antigo, que mostrava as maravilhas inventadas pelo homem há 90 anos atrás...) e que realmente passear de Zepelin, madruga a dentro foi essa sensação de dever comprido e de que só faltava agora um grande Finale.

E chegamos ao domingo acordei surpreendentemente as 10:30 da manhã e não consegui fazer muita coisa a noite tinha acabado comigo, enrolei até exatamente as 12:30, desci da cama e fui fazer meu afazeres de fds( arrumar a casa, lavar a louça suja e fazer o almoço) tudo feito eram 14:30e já estava pronto eu tomei um banho novamante e me senti jovem( dá pra acreditar jovem)renovado, sai a procura dos amigos ao qual marcamos a ida ao grande Finale, sim ele nos esperava Jorge Ben Jor, chegamos lá as 16:20 e o show só começaria as 18h, mas pra gente não importava estávamos na frente do palco, no meio do publico, a alguns metros de distancia dele o

Grande Jorge!2 horas de pura sensação de chegou ao fim, mas que vida maravilhosa eu tenho e que pena por aqueles que não conseguiram ou não puderam estar aqui, agradeço esse fim de semana aos meus amigos e companheiros de grande fim de semana por essa maratona de acontecimentos intensos!



Fernando Cabral






Sono de Uma Noite de Outono...

Noites em claro que me perseguem
me fazem esquecer o meu objetivo,
que é tão claro e tão óbvio
que deixa de ser interessante pra ser,
só mais um instante,
de uma vida sem muitas aventuras
ou desventuras de qualquer coisa
que motive essa grande roda gigante girar,
esse processo criativo
que qualquer ser pensante passa,
é sempre interrompido pelo inevitável e nada contagiante
Sono de Uma Noite de Outono...
...sono que perdi a madrugada a fora que despertou
do repouso, do casulo, do instante de clareza do que sou
e do que não sou, do que posso e quero ou não ser
esse é só mais um bafo da manhã
quente e desrespeitoso em que me vi
mais uma vez pronto
para ser o nada que nunca quis ser


Ps.: Stone Temple Pilot...Tiny Music 1996

Minha Programação na Virada Cultural

Olha ai onde estarei nesta Virada Cultural !

Teatro Municipal
00h00 - Passado, Presente, Futuro (1972)
Sá, Rodrix e Guarabyra

Palco São João
03h00 - Os Mutantes
06h00 - The Gladiators

Rock República
12h00 - Cachorro Grande
14h00 - Arnaldo Antunes
16h00 - Lobão

Palco São João
15h00 - Orquestra Imperial
18h00 - Jorge Ben Jor

Ps.: Os 2s

Humhumham...

"..hoje resolvi voltar pra ficar..."
"..só hoje..."


há dias penso no que tenho a dizer aqui, tenho andado muito ocupado com o My space e com esse projeto que finalmente anda alguma coisa, fico pensando em qual pé estou com isto aqui, blog, diário, confessionário,..., vou fazer uma constatação!


Uma menina mulher
Seu cheiro me transporta pra longe
a quilómetros que o sinto
vejo em minha cabeça
imagino, você

Linda como sempre
e sempre com aquele sorriso
me marca e me deixa sem chão
mas quem quer chão
com um sorriso desse

Cabelo sempre solto e brilhante
Negro, essa é e melhor definição pra ele
pelos ombros esse seu comprimento e seu volume
escorre pela sua face e o torna
jovem e esclarecedor

há tempos não te via assim
hum esse perfume que ele exala
me deixa com um frio na barriga
ai então vem seus olhos
castanhas com mel

Doce muito doce esse seu olhar
me deixa embriagado só de olhar
me penetra e me tira a realidade
me ilude me deixa confuso
e cheio de certezas abstratas

sim suas sobrancelhas
desenha o seu rosto
como se fossa uma boneca
ao qual eu ainda não consegui tocar
pegar, beijar, brincar e guardar
e se me deixa-se Amar

seu rosto, casa da minha verdade
me faz pensar que o resto e só o resto
que o corpo o físico as curvas
tanto faz, vale a pena só de olhar pra ele
apaixonante como chocolate

Morder, vontade que tenho
todas as noites
em que você habita meu sono
meu sonho, minha incerteza
cheiro de beleza

seu pescoço me leva
ao espaço reservado ao sexo
não que o sexo, não esteja em seu olhar
mas eu reservo lá pra enxergar o meu amor
prefiro guarda este espaço para isso

seus seios perfeito ao meu desejo
seus braços fortes para me abraçar
suas mãos macias e delicadas
com unhas afiadas pra me arranhar
as costas e o peito

sua barriga em forma, que só de olhar
elejo como prato principal
que fica entre o Amor e o Prazer
entre a vida e a ilusão
entre o sonho e a realidade

suas pernas, como falar no tamanho ideal
pra me encaixar
pra me prender e me abraçar
lisa e macia onde meus lábios podem passear
beija-las seria ir ao paraíso

vou parar por aqui e voltar à solidão
o que falta dizer de você
e que você é ainda é um sonho
mas que, quem sabe um dia
possa ser uma realidade

sei que termino de forma não poética
isto que pode ser um poema ou
ainda uma carta de amor
mas peço para parar porque meu sentimentos
estão sangrando nesse momento

e que esse seja o começo
de um outro momento
onde me liberto desse desejo...


Ps.: Os 2s

Uma nova emoção...

Uma nova emoção, desculpe pela sumida, venho aqui informar que lancei uma pagina no My Space e por isso dei uma sumida do blog, mas pretendo voltar assim que lá já estiver tudo pronto e tranquilo como aqui tenho coisas novas a escrever e divulgar aqui, sempre!!!!


bj e Abs a todos que aqui frequentam !!!


Ps.: volto logo

Há uma semana...

Começo essa história do fim, o que começo não tem tanta importância assim no final, afinal tudo acabou como tinha que acabar!

-Até mais, se eu não tiver tenha um bom fim de semana!(como assim, já citando que quem usa essa expressão como Piada Diogo Portugal).
-Então se agente se ver o fim de semana vai ser uma merda?

é essa piada foi a resposta que usei pra quebrar aquele gelo naquela hora, podia ter apenas dito tchau, mas achei importante frisar que queria vê-la no fim de semana e não ficar longe, sentir seu perfume, o cheiro de seus cabelos e em todo o seu corpo todos os cheiros maravilhosos em que me embriagava cada vez mais, o meu suplício era nítido, escancarado, tudo ali na cara dela, e ela, olho-me pela última vez e foi embora junto com a luz que a ilumina, brilhante e muito quente, transborda tudo e todos que estão a sua volta, será que ela é uma extraterrestre? é todo esse contentamento descontente que pode se resumir a uma relação de "Amor Platónico", as vezes eu acho que me auto-avalio o tempo todo, perai se é " Amor Platónico" e eu sei disso porquê sofrer tanto, o Tão pouco as vezes me contenta e me faz querer o mais do mais. Chega!
Não quero mais saber de amar ninguem, afinal eu jaá me amo o suficiente pra ser complicado e chato, outra pessoa pra fazer isso por mim seria sado demais.


Ps.:Bid -Bambas e Biritas - Fora do Horário Comercial - " se quiser me ver só depois das seis"

O dia clareou, o galo já de longe cantou,
calando os vagalumes,
eh hora agora, eh hora
Vou ter que trabalhar,
Não posso mais sonhar com você,
A minha vida inteira,
sozinho assim, sozinho assim, sozinho
Eu fiquei esperando amor
Parado bem aqui
A cama esta desfeita amor,
mas eu não dormi
No piso o desolado pó
Espera por seus pés
Ainda estou a te esperar,
mas só ate as 10.
De calça e paletó
Sapato em cada pé, calcei
Mas se você chegasse eu
Ficava aqui, ficava aqui, ficava
Mas tenho o que fazer
Vou ter que deletar você
Por que vc não veio
Agora adeus, adeus, agora adeus
Você disse que vinha amor
E eu acreditei,
Podia arrumar outro alguém,
Mas não arrumei
Eu vou andar pela cidade eu vou
A pé, livre de ti,
mas se vc quiser me ver
So depois das seis
E se ainda me quiser,
Só depois das seis
E se vc resolver aparecer
Eu volto depois das seis
Fora do Horário Comercial

Vários sons!

O seco e o molhado
o áspero e o aveludado
de longe reverbera
o grave e vem o som

som da mente
nada sã e doente da razão
solta pela boca
palavras que contradizem
toda a situação

sofrimento som e imagem
do agudo som da alma
onde todas essas palavras
traduzem o verdadeiro

Som do não!

De longe onde reverbera o grave,
vem o som, não!




Fernando Cabral Ps.: um pouco pessoal, mas acontece!

Um sentido!

Era tarde e não queria chegar novamente atrasado aquela reunão, resolvi usar uma das minhas super habilidades e chegar logo, e lá estava eu sentado na poltrona revestida de veludo vermelho e na hora, não é sempre que eu uso meu poderes pra esse tipo de coisas, mas ser um Super Homem tem essas vantagens, já era quinze para as cinco da tarde e tinha que voltar pra preparar o jantar, ela não gosta que eu atrase o jantar dela, afinal trabalhar fora é muito desgastante tem o chefe, os supervisores, os colegas puxa-saco, os pé-no-saco e ainda os falsos, nossa deve ser mesmo uma guerra, prefiro ser mesmo dono-de-casa. Ih são cinco horas e eu ainda estou aqui, vou ter que me superar mais uma vez, ela me pediu pra fazer cordeiro assado e macarrão ao molho branco, ela sabe que detesto cozinhar esse tipo de comida, gosto de arroz e feijão, isso sim que é comida de verdade, por isso ela semrpe pede essas comidas só pra me fazer ficar sem fome, acho qeu ela gosta de mim be mamgrinho, vou passar no supermercado e comprar um vinho pra justificar o atraso, talvez um chileno, um Concha y Toro ou seria melhor um português Casal Mendes semi-seco, é ela vai adorar a surpresa do vinho assim ganho tempo pra terminar o jantar. Deixa eu ir embora, porque sete horas em ponto ela chega, hoje eu não quero aborrece-la e dormir na sala de novo.












Foto tirado do site Revista do Brasil
Eustaquio










Ps.:Slipknot, nem parece neh!

Inspirado.................................

Quem sabe o que?

São apenas crianças pensando ser adultos!
Fazendo coisas sem pensar no final
Besteiras, bobagens a toa, talvez!
Que deixa muita gente pra trás
Pensando quem sabe o que?
Sabe lá no que pensar
Só sei o que vou falar
De falar é de bate e pronto
Tudo mais sem perder lá trás
Quem sabe não quer falar
Deixa nos pensar que sabemos algo
E depois nos tira algo por não saber
Mas afinal quem sabe o que?


(Fernando Cabral)



ps.: esta acima

Duas musicas em uma cabeça!

Musica 1
Lá e cá
Lenine

Mangueira, Ilê Aiê e viva o baticum
Quando a Padre Miguel encontra com Olodum
Caymmi com Noel, no Tom maior Jobim
A Penha, a Candelária, o Senhor do Bonfim
Irmão São Salvador e São Sebastião
Tamborim, berimbau na marcação
Pontal do Arpoador, final de Itapoã
Meninos do Pelô, da Flor do Amanhã
Diga aí, diga lá
Você já foi à Bahia, nega? Não?
Então vá
Diga lá, diga aí Você já foi até o Rio, nego?
Não? Tem que ir

Musica 2
Versos Perdidos
Zeca Balero

As frases são minhas

as verdades são tuas
enquanto te desejo
me vejo chorando no meio da rua
beijo teu sorriso
num dia de sol
que entra pela porta
e canta pela janela
a noite mãe do dia

molhava tua boca
na língua da poesia
oh meu grande amor de versos perdidos
murmurando na chuva como um refrão
que só faz sentido
no fundo da cama


Ps.: Indecisão?!?!

Talvez uma musica!

e cheguei no limite da razão
não sei se todo esse quê chegou a alma
transportar, redescobrir o quê é tão bom


me fez acordar
me faz relaxar
e deixar tudo de lado


esse quê é um prazer mundano
que me entrego a recosquistar
a paixão de te ter e conversar

faz bem me sentir assim
faz bem pensar em você assim
faz bem ser feliz novamante



alegre sempre fui
mas feliz sou novamente.



Ps.: Hj sem musica ou comentário mais profundo sobre!

O grande sabor!

O grande sabor!

Essa noite pensei muito sobre, qual era o grande e verdadeiro sabor, não o mais doce ou mais salgado ,mas sim aquele que meu paladar sente falta a todo momento. É também não sei se sinto falta a todo momento, porque a todo momento eu tenho um sabor diferente, talvez a pergunta seja qual sabor me agrada mais? É , é isso mesmo que sabor me transforma, me tira da neutralidade , me eleva e me deixa perdido, qual sabor que me deixa confuso, inquieto, pensativo. Será que é o beijo, chocolate, maça, café, da pele, do pescoço( você já provou um pescoço?), bacalhau, não churrasco(delicia), do pão quente, do queijo, do conhecimento, das frutas colidas no pé, mas tudo e tão bom assim. Tudo o que me veio a toda são momentos em que o sabor se misturava com o prazer, a felicidade e a alegria, pode ser que a resposta da minha pergunta talvez seja ela mesma. O Sabor que mais me agrada é o que. Sim o conhecer, o descobrir, o redescobrir quase tudo me agrada.




Ps.: Hoje ouvi muito Zeca Baleiro e Arnaldo Antunes, talvez na próxima eles me inspirem mais para um poema ou algo parecido!

quero ver outra vez, seus olhinhos em noites serenas...

...um grande poeta disse uma vez, que duas almas se encaixam ao se encontrar e sentir a felicidade uma da outra, pra ser sincero não espero de você mais do que educação, beijos sem paixão...

... como é possível todo um quê de quê sem que, por que.


tudo começa pelo começo ou ´pelo meio ou pelo fim, tudo tem um meio ou um jeito ou um lado a se levar em conta, mas o que não se pode esquecer é a verdadeira razão de tudo isso é me dá medo do medo que dá.... tenho medo do amor e de não saber amar....


mas para já com isso que coisa mais deprê!!!!!


um relato tosco de um momento sereno e sem muita vida na vida!!






ps.: lenine........Medo de olhar no fundo....Medo de dobrar a esquina....Medo de ficar no escuro....

Na janela vejo a chuva!!!!(republicação)

Na Janela vejo o mundo passar
E com ele vejo tudo mudar
Vem a chuva pra lavar a alma e transformar
Tudo isso é minha razão e bem estar.
Vejo a chuva na janela
Você passou aqui na frente
Não parou pra esperar a chuva passar
A chuva lava a rua como se fosse a vida

Fui atrás de você pra te falar,
Mas chuva voltou a apertar
Grandes pingos a se formar
Caíram em meu caminho
E não pude continuar
Não se deve desperdiçar uma chuva como essa
Então e aproveitar pra lavar a alma
Tomar coragem
Cantar, dançar na chuva pra refrescar.
Deu pra perceber?




Ps.:Ouvindo Incubus e Deep Purple........................

Um Sábado...(parte 4)



Um sábado...(Parte 4)



E chegamos ao final dessa odisseia assim descrita por uns, outros a chamaram de coisa, outros de conto e eu a chamo de vem cá por favor, OPA!, Um Sábado!



...o que ocorrerá antes do meu despertar pra que tudo fosse apenas uma lembrança, sim, meu desespero aumentava a cada segundo, me vi sozinho no mundo e não sabia mais se o telefonema era real ou se aquele telefonema indicava apenas uma pista pra me despistar , mas do que? O que teria de tão grave e que me excluiria, por que eu não posso mais pertencer a essa sociedade. Sim, estava confuso e minha mente começava me pregar peças. De repente ouvi uma voz bem longe que falava meu nome- Arnaldooo, Oh Arnaldo ! Acordo filho ta na hora de ir pra escola!
-Hoje não é sábado?
Não meu filho é quinta feira.
-Tá bom mãe já já to levantando, meu relógio não despertou!





É nem tudo dá pra acreditar!





Ps.: Puta merda um sábado mais sem graça que esse impossível!

OPa!!!!!!

Aindando o fim do conto, mas por mais uma causa justa!
outro compositor que inspira algo em mim e que me deixa muito criativo!

O Atirador
Composição: Lenine

Atire a primeira
A Atire a segunda, iaiá
Até descarregar o tambor
Até apagar a luz de ioiô
Até nunca mais, A já vingou.
Atirador, quando compra vingança alheia
Tem que ter veneno na veia
Tem que saber andar num chão de navalha
Atirador tarda mas não falha
Atirador não tem dó quando atira
Atirador é o dublê de ira
Ele só sabe o nome, só viu o retrato
Alma sebosa é mais barato


Ps.: Fui amanhã termina a saga!

Postagem Especial!!!

Hoje darei um interrompida no conto"Um Sábado..." para uma postagem muito especial, que é fazer uma menção a um compositor e musico que muito tenho digerido.

Eu os apresento, Zé Rodrix(a aqueles que não o conhecem é claro):
Ps.:Coisas Pequenas
Rodrix\ Tavito

Nós dois tivemos
muitos amores
Antes de cruzar
um com o outro
O bom de tudo isso
É que nenhum de nós
se arrepende de nada
As outras vidas
que nós dois tivemos
Foram treinamentos
e preparação
Pra esses momentos
de felicidade
Que sempre estão
a nossa disposição.
Nós dois estamos
muito felizes
Como num caso
de ressurreição
Já carregamos nossa cruz
Com sofrimento e dor
Na poeira da estrada
Mas essas cruzes
que nós carregamos
Hoje já cumpriram
sua missão
E nós estamos descansados
e leves de corpo
e de coração.
Obrigado pelas
Coisas pequenas
Que ainda bem você
não me esqueceu
Obrigado pelos
dias de chuva
E que você
não deixou chover
E obrigado
por estar no mundo
E obrigado por cuidar
do que é meu.
Muito obrigado
e não esqueça nunca
Que eu continuo
sendo sempre sua.
Muito obrigado
e não esqueça nunca
Que eu continuo
sendo sempre sua.
Muito obrigado, sim
E não esqueça nunca
Eu continuo
sendo sempre sua.
Muito obrigado, sim
E não esqueça nunca
Eu continuo
sendo sempre sua.
Muito obrigado, sim
E não esqueça nunca
Eu continuo
sendo sempre sua.


Um Sábado...(parte 3)

Um sábado...(parte 3)
...e sai pra dar um volta e ver se tudo podia melhorar e estava tudo em seu devido caminho, andava pela rua tranqüilamente, até perceber que na verdade estava sozinho, onde estavam as pessoas do meu bairro, onde estavam meus amigos, ao menos sabia que minha mãe havia ido viajar. Resolvi ir fazer uma visita para minha namorada no seu trabalho, era sábado e ela trabalhava em uma farmácia, caminhava em direção ao meu desespero, meu coração, meu tesão, meu sofrer e minha razão, afinal, oque era tudo isso que tava sentindo, parecia que ia em direção a morte ou a minha glória, o que me esperava lá, por quê todo esse receito em vê-la. Meu desespero e meu transtorno aumentou ao chegar na farmácia e descobrir o inimaginável, sim era isso, a farmácia estava fechada, o que ocorrerá antes do meu despertar para que tudo fosse apenas uma lembrança...



continua...
(foto tirada do blogwww.bp0.blogger.com)

Ps. :Yeah!/Come on!/The militant poet in once again, check it/It's set up like a deck of cards/They're sending us to early graves/For all the diamonds/They'll use a pair of clubs to beat the spades/With poetry /I paint the pictures that hit/More like the murals that fit/Don't turn away/Get in front of it/Freedom...Rage Against The Machine

Um Sábado (Parte2)



Um Sábado (parte 2)
...tem algo errado comigo hoje, não vai ser um dia fácil pelo jeito. Trim, trim, era o telefone tocando na sala, quem podia ser aquela hora do sábado, fui atender sem muita pressa, já sentia o pior poderia estar por vir.
-Alô! Oi, tá tudo bem!__sim era ela minha mãe avisando que não voltaria tão cedo pra casa e avisando que o almoço está pronto na geladeira, eu que esquentasse se quisesse comer.
-Tá bom mãe, pode deixar que se ficar com fome eu me viro, até mais tarde um beijo aproveita o passeio._Ufa, agora sem almoço de sábado caprichado da mamãe, eu me sentia livre e ao mesmo tempo também pensativo em meio a tudo o que vinha me acontecendo, já era dez e vinte sete, pensei em tomar um banho pra ver se toda aquela urucubaca saia de mim, voltei ao meu quarto para pegar minhas coisa e ir tomar um banho, pensei “agora nada pode piorar, esse banho vai me dar um gás!”, eu mal sabia o que me esperava, tirei a roupa e entrei no chuveiro e deixei a água quente cair sobre meus ombros, relaxei e realmente achei que tudo havia sido uma grande coincidência, molhei os cabelos e peguei um pouco de shampoo para lavar meu cabelo, foi então que senti o cheiro de plástico e um barulho, sim era ela, a uruca, não queria me abandonar, o chuveiro queimou e eu com os cabelos cheios de espuma e todo o corpo pra ensaboar ainda, fechei a torneira e pensei por um segundo, não isto deve ser muito azar para um sábado, terminei de me ensaboar e abri novamente a torneira pra tirar o a espuma do meu corpo, sai do banho fulo da vida com tudo o que tava acontecendo, ainda de toalha resolvi olhar pela janela pra ver como estava o dia e ver o que poderia vestir, pela janela vi um sol escaldante do lado de fora de minha casa, coloquei uma bermuda, uma camiseta, peguei a carteira e as chaves e sai pra dar um volta e ver se tudo podia melhorar...




continua...




Ps.:..Quem se atreve a me dizer do que é feito o samba?/Quem se atreve a me dizer?/Não, eu não sambo mais em vão/O meu samba tem cordão/O meu bloco tem sem ter e ainda assim/Sambo bem a dois por mim...Samba a dois – Los Hermanos

Um Sábado...(parte1)

É o mais importante de se saber é que era a minha primeira vez!
-como assim?
É isso mesmo primeira vez!
- Primeira vez o oque?
Vamos pelo começo.
Era sábado acordei bem cedo tipo oito e meia...
-mas oito e meia não é cedo!?
...Num sábado é!Posso contar a história, então acordei meio aperreado, me sentindo um estranho no ninho, sabe?,mas logo deixei isso de lado e fui em frente, coloquei uma roupa leve e clara pra me sentir mais a vontade, dizem que a roupa influência no seu humor diário, quis provar desse dito popular, desci pra cozinha onde eu não costumo tomar café de manhã, não por ser a cozinha , mas por não tomar café da manhã, mas como havia acordado cedo, resolvi experimentar o sabor do café, ele cheirava muito bem não dava pra resistir.
Assim que o coloquei em minha boca logo senti o amargo muito estranho, algo anormal para um café, opa esqueci de colocar açúcar, ah era isso, coloquei o açúcar no meu café, mas mesmo assim algo o tornava estranho pra mim, é tem algo errado comigo hoje...
continua...
Ps:
...As frases são minhas/as verdades são tuas/enquanto te desejo/me vejo chorando no meio da rua... embalado por Zeca Baleiro

É Hoje !!!

Nossa a Primeira vez é realmente Inesquecível!

Ops, essa não é a primeira, é só a reestreia!

Bom, Bem vindos a todos que fazem parte deste dia-a-dia!

Começo hoje a nova publicação e espero que todos gostem!


até mais tarde!

Fernando Cabral


Atenção***

Hoje decidi mudar o meu blog, agora vou fazer uma reformulação nele, na estética e na parte editorial, vocês não verão mais relatos dos meus dias, ele vai deixar de ser um diário e pretendo transforma lo em um blog de contos, poesias e tudo mais que minha cabeça vomitar, certo?


até amanha com a nossa reestreia!


Ps.: e a musica vai continuar....Por que você é Flamengo/ meu pai é Botafogo/ O que significa/"Impávido Colosso"?...Adriana Partimpim

Uma nova postagem!

Como assim?

É, é difícil mesmo escrever, são tantas e tantos sentimentos e palavras, hora um te faz pensar, hora um te faz desencanar .
A vontade de escrever é grande, as ideias tudo tão vivo e tão claro, que te leva a escuridão do não!
Parece uma antologia onde vc viu o sim era um não, um não que não tem volta e sim tem consequências.

Ontem parecia o hoje e hoje pode ser o amanhã, não sei e tão confuso quanto, mas o confuso me faz pensar e confuso fico se não refletir o que tudo acontece e que pode ser ou não, é era só confusão!



Ps.: Vou voltar a colocar musicas ...mas hj não!

hj um novo momento!

-quer saber a verdade?

-- a verdade é sua !

- você sabe o que é o amor?

--sei! amor pode ser brincadeira, fogo, sexo, tesão, paixão, toque e também pode ser a sua verdade.

- você acredita no amor?

--o que é o amor? me convença de que ele existe e eu te mostrarei como é o meu amor!

Ao som do próprio som...

Ao som do próprio som...

beat box, baixo e violão...
ao som do próprio som
começo a pensar na rima
ao som do próprio som
e o que ele afirma
ao som do próprio som
faço a tradução e a locução
ao som do próprio som
faço acontecer os sonhos
ao som do próprio som
construo o meu novo mundo
ao som do próprio som
destruo meu raciocínio
ao som do próprio som
brinco de falar de amor
ao som do próprio som
também engano pra falar o certo
ao som do próprio som
abro a mente
ao som do próprio som
tudo fica subsequente
ao som do próprio som
termino aqui minhas palavras
ao som do próprio som

Fernando Cabral

Desajustado


Desajustado
falar sem pensar
sobrar palavra na boca
o sorriso amarelo de quem não sabe o que diz

ouço sussurros ao fundo
falam de mim, por que?
não entendo, palavras,gestos,
atitudes, sentimentos e silêncio...

...foi ele, eles dizem!
quem sabe?
o que dizem ou que acham?

quem sabe?

voltamos ao começo
para entender o meio e chegar ao fim
foi isso o que eu pensei e não entendi

um confuso e raro momento
do desajustado tempo
do desajustado homem
do desajustado texto

então eu
que escrevo, que não entendo,
que não falo, mas penso

penso em que?palavras

Fernando Cabral

Sono


Sono

estado de repouso periódico do corpo, especialmente do sistema nervoso, em que há uma cessação temporária da atividade dos órgãos dos sentidos e do movimento voluntário; desejo de dormir; estado de quem dorme; inércia; indolência.
Há varias noites sinto falta
de um lado pro outro me viro
de um lado pro outro procuro
estado vegetativo imaginário
estado sedado para repouso
sistema operacional em espera
uma maquina, um corpo
um segundo, um noite
assim são os dias de um ser nada ser
de um achado nada perdido
com uma exclamação não proposital
são doze horas de agonia
do anoitecer ao amanhecer
do fechar os olhos e abri-los novamente
repouso, sono, descanso
inércia, indolência...mais uma noite que se passou...

+1

Um Momento...
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.um pensamento...
...um dia, 24horas, 1440 minutos atenção!...
,
,
,
,
,
,
,
,
, passou........................................................
...
,
,
,
,
,
,
,
,
um dia, uma vida, uma história, um sonho...
...passou.......................................................
,
,
,
,
,
,
,
,
,
,
, é?! Assim tudo pode acontecer!...
.
.
.
...tchau...