Trabalhador
(Fernando Cabral)

Somos apenas mais alguns soldados
Indo para uma guerra já falida
Vivemos todos alienados
Numa das antíteses da vida
Levando uma vida infeliz de lutador
Apanhando e levantando
Sentindo o sabor da dor
Em nossos corpos as marcas do terror
Sem nunca ter provado
O glamour de um vencedor
Sempre apontado como perdedor
Mesmo assim continuamos
A lutar com todo ardor

Pra que esperar o amanhã
Se já fomos derrotados?
Pra que tentar fugir
Se já fomos apanhados?
Lutamos em uma guerra
E nela só existe um vencedor
Criamos as esperanças
Pra não sentirmos a dor.



Vale a pena sempre lembrar isso

ola novamente!!!!!!!!!!!

foi incrivel como me esqueci de vc blog, mas pormeto voltar ando meio assim, mais pra lá do que pra cá, mas ta valendo prometo voltar ao batente e fazer algumas coisas diferentes do que fazia antes................


bjs